Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Cuidados na Primeira Infância será tema em destaque no Congresso de Medicina Psicossomática

Tema será apresentado pela secretária Maria Helena Sartori

Publicação:

Thamara Stasiak  Gabinete da Primeira dama
Convite para participar do Congresso foi entregue no P. Piratini durante visita da qual participou o governador José Ivo Sartori - Foto: Thamara Stasiak

Caxias do Sul recebe, pela primeira vez, o Congresso Brasileiro de Medicina Psicossomática, com o tema “Psicossomática, novas perspectivas e suas novas práticas”, evento organizado pela Associação Brasileira de Medicina Psicossomática- Regional RS, que ocorrerá entre os dias 19 e 22 de setembro de 2018. O evento, que ocorre no Teatro da UCS, tem o objetivo de estudar como inúmeros fatores de desequilíbrio acometem os seres humanos produzindo as doenças. A secretária de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, abordará o tema - Cuidados na Primeira Infância – em palestra às 16 horas do dia 21 de setembro, na sala Bugre, no auditório Julio de Melo Filho. 

Segundo o presidente do Congresso, Dorval de Andrade Tessari, este encontro tem como finalidade buscar novas soluções e práticas para a promoção do bem-estar humano na sua integralidade. O evento contará com cerca de 70 especialistas de todo o Brasil das mais diversas áreas relacionadas à saúde, meio ambiente e social, 8 cursos pré-congresso, 28 mesas-redondas, 4 mesas informais para conversas com professores e discussões de casos clínicos, e um espaço destinado ao debate público com gestores da saúde para implantação de políticas públicas. 

Para Tessari, discutir novas práticas se faz necessário, pois a psicossomática vem tomando um lugar de destaque na forma de condução de casos clínicos. “Existem situações em que não conseguimos resolver a situação com o que já é utilizado. É preciso fazer uso de novas perspectivas para a área da saúde, para que consigamos auxiliar os profissionais a abrirem novos horizontes no auxílio aos pacientes. Mas, sob hipótese alguma, excluímos aquilo que já está consagrado. Nós acrescentamos a possibilidade de olhar para dentro do ser humano, e ajudar aquele que verdadeiramente sofre”, afirma. 

Mesmo que o Congresso tenha um cunho científico, ele está aberto a todas às pessoas que queiram viver bem consigo mesmas e com o meio, pois um dos princípios da medicina psicossomática é promover a consciência de que a mente é a grande geradora das doenças e suas próprias curas. O presidente do Congresso explica, ainda, que este ramo tem como principal linha de estudo o surgimento da doença física atrelada exclusivamente ao pensamento. “As emoções necessitam ser drenadas, colocadas para fora por meio da linguagem. Quando uma pessoa não consegue fazer esta ação, o corpo acaba sendo o aparelho de fala, comunicando por meio das doenças. E é a partir daí que as novas práticas dentro da psicossomática se fazem tão necessárias. Precisamos estudar e discutir cada vez mais as várias formas de lidar com a saúde em um conjunto com todas as esferas da vida”, finaliza. 

Para participar da 19ª edição do Congresso Brasileiro de Medicina Psicossomática, conhecer todos os palestrantes e os assuntos abordados, acesse o site www.psicossomatica2018.com.br. As inscrições já estão abertas e também podem ser realizadas por meio do site.

Gabinete de Políticas Sociais