Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Parceria entre Estado e terceiro setor garantem manutenção do Restaurante Popular de Canoas

Publicação:

600
Termo de compromisso foi assinado na sede da ACADEF

Os beneficiários do Restaurante Popular de Canoas têm garantidas as refeições diárias em 2018. O termo de compromisso para continuidade e execução do projeto foi assinado hoje (22) pela secretária de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, os representantes das empresas; Tondo SA, Cezar Ramos de Oliveira; Atacadão Comércio de Gêneros Alimentícios Ltda., Luíza Brambila; e da Associação Canoense de Deficientes Físicos (ACADEF), Suzana Cardoso. O Restaurante Popular de Canoas serve, em média, DUZENTAS refeições diárias ao custo de R$ 1,00 cada e o valor repassado para execução do projeto é de R$ 219.120,00. 

A secretária Maria Helena Sartori, após a assinatura do termo de compromisso, na sede da ACADEF, agradeceu aos parceiros que “acreditam no projeto e ajudam a fazer a diferença na vida de quem mais precisa”. Ela defendeu a expansão do programa para outros bairros da cidade permitindo que “governo e a sociedade avancem no cuidado com as pessoas”.  

28947785 1680148495397930 6697541376201642343 o
Parceria garantirá a distribuição de DUZENTAS refeições diárias

A secretária de Desenvolvimento Social de Canoas, Luisa Camargo, também agradeceu aos parceiros do projeto que, segundo ela, muito contribuem para o fornecimento de uma alimentação de qualidade aos que precisam. O diretor do Departamento de Responsabilidade Social da Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Luis Carlos Dias, também, participou da solenidade. 

Restaurante Popular 

Criado em 2005 por meio do Programa de Apoio à Inclusão e Promoção Social (PAIPS), o RPC fornece uma média de 49,8 mil refeições por ano. As pessoas cadastradas no programa recebem as refeições, diariamente, das 11h30 às 13h.

O RPC atende, principalmente, aposentados (20,32%), trabalhadores informais (29,22%), desempregados (21,62%) e crianças em situação de vulnerabilidade social. 

28947721 1680148038731309 538126603506655846 o
Suzana Cardoso representante da ACADEF

Programa de Apoio à Inclusão e Promoção Social - Lei da Solidariedade 

Conforme o diretor do Departamento de Responsabilidade Social da Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Luis Carlos Dias, o programa de incentivo fiscal viabiliza a parceria entre governo, entidades sociais e empresas para realização de projetos sociais. A parceria consolida–se com a adoção de projetos sociais elaborados e executados por entidades sociais, bem como o setor produtivo (empresas), através de crédito sobre o recolhimento presumido de ICMS até 100% do valor total investido, restando 25% com recursos próprios do financiador a título de contrapartida. 

Gabinete de Políticas Sociais