Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Programa Prato para Todos entrega certificados a entidades sociais

Cerca de 60 entidades sociais participaram das oficinas de Aproveitamento Integral de Alimentos

Publicação:

Cerca de 60 representantes de entidades sociais que participaram das oficinas de Aproveitamento Integral de Alimentos do Programa Prato para Todos receberam os certificados no Palácio Piratini.
Prato para Todos 58 - Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini
Por Anamaria Bessil/Secom

Cerca de 60 representantes de entidades sociais que participaram das oficinas de Aproveitamento Integral de Alimentos do programa Prato para Todos receberam os certificados, nesta quinta-feira (1º), no Palácio Piratini. Já foram capacitadas mais de 2,5 mil pessoas desde o lançamento do programa, em outubro de 2015.

"O programa Prato para Todos é onde a boa política faz efeito. É onde Governo, sociedade e entidades se unem para melhorar a condição nutricional e a vida das pessoas", destacou o governador José Ivo Sartori, como exemplo de parceria que "dá certo".

De acordo com a secretária de Políticas Sociais e de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, o Estado desenvolveu uma grande rede de proteção e de sustentabilidade social "que transformou a realidade de milhares de cidadãos".

O presidente da Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul (Ceasa), Ernesto Texeira, falou que o programa é baseado na educação e cumpre um papel social importante. "Utilizamos o voluntariado para ensinar conceitos de segurança alimentar, ou seja, cumprimos um objetivo do Governo", lembrou.

O programa Prato para Todos foi idealizado pela Ceasa, em conjunto com o Gabinete de Políticas Sociais, a Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), e com parcerias com o Sistema Fecomércio/Sesc RS e Seven Boys.

Como funciona 

A Ceasa elaborou um cadastro de entidades, como creches comunitárias, instituições filantrópicas, asilos e entidades oficialmente registradas, que tratem de crianças ou pessoas em vulnerabilidade social, que vêm sendo beneficiadas e monitoradas sistematicamente. O ônibus-escola do programa Prato para Todos percorre entidades e associações cadastradas, oferecendo oficinas de aproveitamento integral de frutas e legumes no preparo de várias receitas, com nutricionistas do Sistema Fecomércio/Sesc RS, parceiro do programa.

Combate ao desperdício de alimentos 

As oficinas foram pensadas a partir da necessidade de combater o desperdício de alimentos. Estima-se que, no Brasil, mais de 30% do alimento produzido seja desperdiçado. Os participantes das oficinas aprendem receitas de pratos e sucos que utilizam partes não convencionais de frutas, legumes e verduras, como cascas, ramas e folhas, entre outras que normalmente vão para a lata do lixo.

As aulas acontecem dentro do ônibus-escola, que tem capacidade para até 25 pessoas e foi equipado com uma cozinha industrial e sistemas de som e ar-condicionado.

Cerca de 60 representantes de entidades sociais que participaram das oficinas de Aproveitamento Integral de Alimentos do Programa Prato para Todos receberam os certificados no Palácio Piratini.
Prato para Todos 9 - Foto: Pedro Belo Garcia/Especial Palácio Piratini

Conteúdos relacionados

Gabinete de Políticas Sociais