Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Tricotaço Solidário alcança mil peças ao reunir lazer e solidariedade

Publicação:

Ação da Campanha do Agasalho mobilizou rede de solidariedade de parceiros e comunidade no Parque Marinha
Ação da Campanha do Agasalho mobilizou rede de solidariedade de parceiros e comunidade no Parque Marinha - Foto: Dani Barcellos/Palácio Piratini

Diversão e solidariedade marcaram a 2ª edição do Tricotaço Solidário, ação da Campanha do Agasalho dedicada a minimizar o sofrimento de pessoas em situação de vulnerabilidade no inverno. Centenas de pessoas estiveram no Parque Marinha do Brasil, neste domingo (1º), para aprender a tricotar, doar roupas e aproveitar várias atrações do evento, como shows e espaço de diversão infantil. De acordo com a Defesa Civil, mais de mil peças foram arrecadadas (entre roupas, cobertores e alimentos não perecíveis) nas cinco horas de atividades.

Tradicionais protagonistas, as tricoteiras da Casa do Artesão auxiliaram mulheres, homens e até crianças dispostas a dar os primeiros pontos na lã - agulhas e linhas são oferecidas aos voluntários. Os quadrados produzidos por eles serão usados na confecção de cobertores e mantas para aquecer pessoas carentes. A oficina de tricô teve 185 participantes, responsáveis por tecer 285 pedaços de lã. 

"Nosso objetivo maior é ajudar as pessoas que mais sofrem com o inverno", destacou a secretária do Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori. Ao agradecer o empenho das tricoteiras, ela ressaltou a importância de congregar a comunidade numa grande rede solidária. "Atitude que deixa o coração da gente feliz, ao vermos tanta solidariedade e muitas pessoas dispostas a doar seu tempo para ajudar os mais necessitados", acrescentou.

Governador também prestigiou ação para aquecer inverno de quem mais precisa
Governador também prestigiou ação para aquecer inverno de quem mais precisa - Foto: Dani Barcellos/Palácio Piratini

Integração de gerações

A oficina reuniu pessoas de todas as idades, como a pequena Ingrid Acker, de 8 anos, e a tricoteira Ilda, 85. A voluntária Rosângela Flach participou pela segunda vez movida apenas pela vontade de ajudar. "Me sinto feliz em colaborar na confecção das mantas de retalhos de tricô, cada pedaço significa a contribuição e um pouco de cada uma de nós", disse.

Quadrados de lã produzidos em oficina de tricô vão virar cobertores e mantas
Quadrados de lã produzidos em oficina de tricô vão virar cobertores e mantas - Foto: Dani Barcellos/Palácio Piratini

Atrações musicais e brinquedos

Uma série de shows e atrações culturais divertiu participantes e quem passava pela pista de skate e pelas áreas verdes do Parque Marinha. Subiram ao palco músicos como Elton Saldanha, Rafa Machado (integrante da banda Chimarruts), Raulzito Amorim e As Feras, Oficialbr (cover de Charlie Brown Jr.), Império da Lã, DJ Karine Larré e o humorista Guri de Uruguaiana. Para as crianças, um playground esteve à disposição com vários brinquedos. 

O evento foi promovido graças a parcerias do governo do Estado com a sociedade civil, incluindo os artistas, que não cobraram cachê. Os 700 novelos de lã e 400 agulhas foram doados pelo Sindilojas Porto Alegre. A rede de contribuição permitiu ainda a instalação de toda a estrutura, palco para shows, sonorização, tendas de oficinas e banheiros químicos.

Apoiam o 2º Tricotaço Solidário: SESC/RS, CMPC Celulose Riograndense, Sindilojas Porto Alegre, Moove, Hits Entretenimento, Unimed Porto Alegre, Casa do Artesão/FGTAS e Supermercados Zaffari.

Como doar

O inverno está apenas no começo e há sempre a necessidade da Central de Doações da Campanha do Agasalho repor os estoques. Com o tema O seu guarda-roupa esconde verdadeiros tesouros, os donativos podem ser feitos em vários pontos de Porto Alegre e em todas as regiões do estado. Este ano, as arrecadações do interior serão distribuídas pelas Coordenadorias da Defesa Civil aos municípios mais necessitados.

Confira os pontos de coleta:

  • Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), na Avenida Borges de Medeiros, 1501 - Porto Alegre

  • Órgãos públicos estaduais

  • Quartéis da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul

  • Supermercados Zaffari

  • Unidades do Sesc/Senac no Estado

Os agasalhos também são recolhidos pela Defesa Civil, mediante agendamento pelo telefone (51) 3288.6781.

Texto: Margareth de Paula
Edição: Gonçalo Valduga/Secom


Gabinete de Políticas Sociais